quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Até que enfim!

Olá gente!

Quase um mês sem chuva.

Enfim, o dia 4 de setembro amanheceu com a tão sonhada água. Em forma de pingos, da forma mais  prazerosa.

Ah... melhora o ar, é como  água no deserto.É chuva divina.

Só damos valor a chuva, a natureza,aos recursos hídricos, quando ficamos sem o seu poder.

Já parou pra pensar nisso?

Já imaginou o quanto a natureza se recicla e que cabe a nós ajudá-la neste processo?

Nos últimos anos o nosso desenvolvimento tem significado o fracasso dessa imensidão natural.

É triste,mas se continuarmos assim, uma hora a natureza irá responder com sua indiferença.

Ela é forte, muito mais que nós . Somos mínimos,somos miseráveis  anões achando que somos grandes gigantes.

Somos pequenos, as vezes mesquinhos. Mas podemos ser "realmente" enorme defensores dessa natureza que nos presenteia diariamente com seu jogo de cores, seu aroma, sua grandeza.

Cabe a nós, procurarmos pela nossa grandeza interior. Exporte ela para fora, faça a diferença .

Aproveito o exemplo de Ivo Caetano de Aparecida. Ele fez a diferença! Regou árvores plantadas às margens da rodovia Paulo Virgílio,  que liga Guaratinguetá a Cunha.


Sua pequenez pode ser uma gota num oceano, mas é uma gota no oceano.

Pense nisso!

Boa semana  a todos. Para mim, de uma forma mais especial.

Abraços e até a próxima!!

2 comentários:

  1. Pequenos exemplos são a grande diferença em fazer o bem para o ambiente em que vivemos, se cada um fizesse uma parte, mesmo que pequena, tão grande seria a diferença, como a desse senhor que se preocupa com as árvores. As árvores, que tanto gostamos quando temos perto, para admirar, ver suas flores, seus frutos, e gentilmente oferecendo a sombra para um descanso prazeiroso, num dia de sol...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Só de não poluirmos, já contribuímos. E você, o que faz? Me mande fotos? Eu plantei um coqueiro histórico no quintal de casa, tá ficando lindo. Abraços e boa semana.

      Excluir