sábado, 10 de agosto de 2013

Quanto carro no mundo!

Olá amigos, tudo bem?

Bom, eu poderia dizer que está. Mas ontem enfrentei uma daquelas filas de congestionamentos de cidade grande estando no interior. Estava a caminho de academia. Fiquei pouco tempo parada no local,mas o bastante para perceber que há um carro por pessoa, não  um carro por família. Estava na porta de uma escola, no horário de saída dos alunos.Já imaginaram que beleza! Alguns pararam em fila dupla, o que piorou ainda mais a situação.

O problema não é ter um carro.  O problema é que ,pelo que  sei, muitos moram  a um ou dois quarteirões da escola. 
É pouco demais para judiar do corpo e  do mundo.

Não sou eu quem faço um apelo. São os números que comprovam que a venda de veículos no país tem chegado a níveis históricos, assim como o congestionamentos.
Somente no mês de abril foram comercializadas 333 mil unidades no Brasil. Este ano já há mais de 1,5 milhão de carros a mais nas ruas.  
Em junho de 2012, São Paulo chegou a 292 quilômetros de congestionamento.  É quase que  ir e voltar  de Guaratinguetá a São Paulo,capital.
O meio ambiente está implorando por conscientização. 
Eu também! Que tal, para cada carro uma árvore.
Troca justa.
Pensem nisso!


  

5 comentários:

  1. Ontem pensei exatamente sobre isso quando vi a confusão de carros na frente da escola. Guaratinguetá em apenas 1 ano parece que triplicou o número de carros, basta observar os horários de pico 12:00 e 17:00 h, está cada vez mais impossível conseguir andar a pé, não tem como atravessar uma simples rua. Os carros andam em alta velocidade não permitindo a passagem de pedestres, parece que existe uma ansiedade sem fim de chegar a algum lugar o mais rápido possível e para completar esta ansiedade, existe a buzina que é um meio que os mesmos encontraram para exacerbarem a indignação de esperar apenas um pouco a saída de outro veículo que está a sua frente.
    Embora não possamos separar de maneira biológica o meio e o homem, temos que pensar mais racionalmente sobre o modo como vivemos e como reagimos diante daquilo que nos foi dado de graça, a natureza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Nina. É triste. Estamos caminhando para algo muito complicado. Obrigada pelo seu comentário. Por saber que tem alguém que também está preocupada.

      Excluir
  2. Infelizmente todas a s cities do mundo estão assim..., e o simancol de algumas mães e pais de alunos não existe... conscientização sobre muitas coisas é o que se precisa no Brasil...em vez das novelas ficarem dando enfase em consumismo, moda, deveria ter um pouco de questionamento sobre o que está errado no Brasil.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa Dirce é demais! Vamos assistir novela e esquecer que as coisas são reais. É realmente muito, mas muito complicado esse problema que está sendo criado. Aliás, tem se tornado complicado um mundo simples que nos foi dado.

      Excluir
  3. Bom final de semana, Lílian. Colocação justa, visto que nossa cidade não tem a capacidade de absorver tamanha frota, que aumenta a cada vez que as pessoas conseguem ter seu primeiro veículo, ainda sim, é necessário sempre que pudermos, optar por outros meios, bicicleta principalmente, faz bem ao meio ambiente, e faz muito bem a saúde. Abraços.

    ResponderExcluir